O uso de Módulos para Endereçamento de Equipamentos Convencionais muitos vezes é necessário. Quando é preciso ligar um equipamento convencional em um sistema endereçável, geralmente recorre-se ao uso dos módulos.

Como funciona?

Na instalação de um Sistema de Alarme de Incêndio Endereçável existem diversas situações e circunstâncias onde é necessário o uso de módulos. Isso permite que se tenha o controle e a automação de dispositivos que não pertencem diretamente ao sistema.

Como exemplo destes dispositivos podemos citar as portas eletrônicas, bombas de ar ou hidráulicas, etc.

Os Módulos para Endereçamento de Equipamentos Convencionais, permitem ligar um equipamento convencional num sistema endereçável. Por exemplo: ligar um detector convencional diretamente no laço do sistema de alarme de incêndio endereçável.

Tipos de módulos

Existe outro módulo que é capaz de criar um laço convencional dentro de um único endereço em uma central endereçável. Este laço convencional pode receber até 20 dispositivos. Este exemplo é muito utilizado lojas de Shoppings Centers.

Outro exemplo de aplicação desses dispositivos é o módulo de controle e automação que atua diretamente em válvulas de fluxo, válvulas solenóides, bombas, portas automáticas e demais dispositivos adaptados à centrais de alarme de incêndio endereçáveis.

Também existem módulos que isolam contra curto circuito e/ou intemperismo físico em um ou mais trechos da fiação, facilitando a identificação de defeitos durante a instalação ou, posteriormente, quando o sistema já estiver funcionando e uma possível pane causada pelo rompimento do cabo, ou qualquer outro tipo de intemperismo físico atingir o sistema.